marketplace:
o que é, como anunciar e melhores sites do Brasil

Ouviu falar em marketplaces, mas não sabe exatamente o que o termo significa ou como essas plataformas contribuem com as suas vendas? Então chegou ao lugar certo!

Este é um guia completo sobre marketplaces, que reúne o que você precisa saber de verdade sobre esses canais extremamente relevantes. Olha só o que você encontra aqui:

  • O que são marketplaces
  • Qual é a diferença entre marketplace e e-commerce
  • Exemplos de marketplaces brasileiros – ranking dos maiores!
  • Como anunciar e o que vender nesses canais
  • Estratégias de venda avançadas nos marketplaces
  • E muito mais

 

E o melhor: tudo isso de forma didática e direta, sem enrolação.


Continue a leitura para se aprofundar nesse universo ou clique nos ícones para ir direto ao seu tópico de interesse:

o que é marketplace

Vamos começar pelo básico, o significado do termo “marketplace”. Essa é uma palavra inglesa que significa “mercado” e que traduz exatamente o que os marketplaces são: mercados online focados na compra e venda de produtos.

 

Esses sites fazem a ponte entre lojistas e clientes, que podem estar em todos os cantos do país. Além disso, costumam receber um altíssimo volume de acessos diários – na casa dos milhões! Justamente por isso, eles representam um excelente canal de vendas para quem trabalha com varejo.

 

Alguns exemplos de marketplaces são:

  • Mercado Livre
  • Amazon
  • Americanas.com
  • Magazine Luiza
  • Shopee

 

Os marketplaces mais conhecidos geralmente atuam com diversas categorias de produtos, desde Alimentos e Bebidas até Eletrodomésticos. Porém, existem também plataformas especializadas em nichos, como é o caso do Elo7 (Artesanato), Dafiti (Roupas e Calçados), MadeiraMadeira (Casa e Decoração) e tantas outras.

No tópico maiores marketplaces do Brasil nós contamos mais detalhes sobre as plataformas mais acessadas do país, tantos gerais quanto de nicho.

Como funciona uma plataforma de marketplace

Os marketplaces são plataformas criadas para a divulgação e venda online de mercadorias e serviços. Nesses canais, as lojas parceiras anunciam ofertas aos visitantes e gerenciam todo o processo de venda pelas próprias plataformas, desde a criação dos anúncios até a operação logística.

 

👉   Na prática, os marketplaces funcionam como shopping centers virtuais. Da mesma forma que os centros de venda físicos, esses sites também têm:

  • Uma grande diversidade de lojas
  • Produtos de diferentes categorias e faixas de preço
  • Públicos dos mais diversos tipos
  • Altíssimo volume de clientes
  • Espaços de destaque

 

Assim como nos shopping centers, o destaque que cada loja recebe nos marketplaces depende muito da reputação que a marca tem e da área em que ela aparece no site.

 

Pense no seguinte: uma loja localizada em um corredor escondido de um shopping provavelmente terá menos clientes do que uma loja próxima à entrada do local, certo?

 

O mesmo acontece nos grandes sites. Marcas com alta reputação ganham destaque nas plataformas, aparecendo na home, em banners e nos primeiros resultados de busca exibidos. Com isso, conquistam mais cliques e mais clientes.

Afinal, o que uma loja precisa ter para se destacar das demais? Para descobrir, vá direto ao tópico de dicas para vender nos marketplaces!

Mercado de marketplaces no Brasil: 5 fatos impressionantes

Agora que você já sabe o que são e como funcionam os marketplaces, é hora de entender por que eles são tão relevantes para o varejo.

 

O time do olist é especializado nesse modelo de negócio e separou alguns dados impressionantes sobre os grandes sites de venda. Olha só:

 

👉  Ranking: A lista de 10 sites de venda mais relevantes em visitas e engajamento no Brasil é formada exclusivamente por marketplaces. O ranking é liderado por Mercado Livre, Americanas e OLX. Essas informações são referentes ao primeiro semestre de 2020.

Top 10 sites de venda do Brasil nos primeiros 7 meses de 2020. | Reprodução: Beyond Borders (EBANX)

👉  Buscas: A pesquisa pelo termo “marketplace” no Google cresceu muito nos últimos 5 anos. Ou seja, mais e mais pessoas estão conhecendo e investindo nesse canal de vendas online.

Alta nas buscas por “marketplace” no Google nos últimos 5 anos. | Reprodução: Google Trends

👉  Faturamento: A receita movimentada pelos marketplaces no Brasil passou de R$ 48 bilhões para R$ 73 bilhões entre 2019 e 2020, conforme dados da Ebit|Nielsen e Bexs. Isso representa uma alta de 52% ano contra ano.

Evolução do faturamento dos marketplaces entre 2019 e 2020. | Reprodução: Ebit|Nielsen e Bexs

👉  Volume de pedidos: Já o volume de vendas realizadas cresceu 38% no mesmo período, subindo de 107,4 milhões para 148,6 milhões.

 

👉  Ticket médio: O valor médio dos pedidos, por sua vez, chegou a R$ 493 em 2020 – crescimento de 10% em relação a 2019 – , ainda segunda a Ebit|Nielsen e Bexs.

E aí, já se convenceu de que os marketplaces são bem mais do que um canal extra de vendas? Eles representam, na verdade, uma alavanca de crescimento cada vez mais relevante para lojistas de todos os cantos e segmentos.

qual é a diferença entre e-commerce e marketplace

A maior diferença entre e-commerce e marketplace é esta: o e-commerce é uma loja virtual que pertence à própria marca, enquanto o marketplace é um canal externo em que a marca divulga seus produtos.

 

No e-commerce, lojistas têm autonomia total para personalizar comunicação, layout e ações promocionais. No entanto, são responsáveis também por pensar em estratégias de atração de clientes e otimização da jornada de compra – e isso pode exigir um alto investimento.

 

Já no segundo caso, o marketplace cuida de toda a divulgação e questões técnicas para as lojas em troca do pagamento de comissão. Com isso, lojistas ganham velocidade e “só” precisam se preocupar em ter competitividade de preço, estoque e operação logística.

 

Resumimos na imagem abaixo as principais vantagens e desafios de cada modelo:

É importante deixarmos claro que um modelo não é melhor do que outro. Tudo depende de qual é o objetivo e as possibilidades de cada lojista. No mundo ideal, toda loja deveria ter uma estratégia de vendas diversificada, com múltiplos canais, incluindo e-commerce próprio e marketplaces.

maiores marketplaces do Brasil: ranking 2021

Chegou a hora de conferir o ranking dos maiores marketplaces do Brasil em 2021!

A seguir, você descobre quais são as plataformas de compra e venda mais acessadas do país e encontra indicações de conteúdos para se aprofundar em cada uma delas.

 

Continue a leitura ou confira o vídeo abaixo:

Mercado Livre marketplace

O Mercado Livre – também conhecido como Meli – foi criado em 1999 e é um dos sites de venda mais importantes do Brasil. Entre 2019 e 2020, o valor de mercado da companhia cresceu 185%, passando de US$ 27 bilhões para US$ 77 bilhões.

 

Hoje, o Mercado Livre tem mais de 300 milhões de usuários ativos, 200 milhões de ofertas todos os dias e 10 vendas a cada segundo! Números incríveis, não?

 

Boa parte disso é fruto da variedade de soluções que esse marketplace vem construindo para lojas parceiras. Navegue pelos links abaixo para se aprofundar no modelo do Meli:

Amazon marketplace

A Amazon é conhecida mundialmente e domina as vendas pela internet há anos. De 2019 pra cá, a empresa vem fortalecendo suas raízes aqui no Brasil, e hoje esse marketplace tem um dos fretes mais rápidos do mercado. Além disso, a variedade de produtos e categorias chama a atenção.

 

Aos poucos, a Amazon vem conquistando seu espaço no coração e no bolso dos brasileiros. O que comprova isso é o crescimento de 44% no último trimestre de 2020 . Para conhecer mais sobre esse site, dá uma olhada nestes artigos:

OLX

A OLX está entre os 20 sites mais acessados pelos brasileiros e se consolidou como um importante canal de compra e venda no país. O site permite a venda de produtos novos e usados, incluindo imóveis e automóveis.

 

Em 2020, o site movimentou R$ 290 bilhões com a venda de 29 milhões de produtos. Já a receita passou de R$ 683 milhões – 26% a mais do que a registrada em 2019.

Aprenda a vender na OLX com este passo a passo.

B2W Marketplace (Americanas, Submarino e Shoptime)

Já o grupo B2W é formado por três marketplaces diferentes, que estão entre os mais acessados do Brasil: Americanas.com, Submarino e Shoptime.

 

Só no primeiro trimestre de 2021, a B2W alcançou um GMV (gross merchandise value) total de R$ 8,7 bilhões, sendo que 64,4% disso tudo teve origem nos marketplaces da rede. Além disso, o volume de produtos cadastrados nos sites passa de 99 milhões!

 

Conheça mais sobre a B2W acessando as páginas abaixo:

Magalu marketplace

O Magazine Luiza é uma grande surpresa e exemplo de crescimento exponencial nos marketplaces! Com uma estratégia de investimento na tecnologia, o Magazine Luiza – também chamado de Magalu – teve um crescimento de 1.000% em 4 anos!

 

Com bom atendimento, linguagem simples e acessível, toda a operação de marketplace do Magalu resulta em uma grande quantidade de visitas no site, e claro, vendas! Clique aqui para saber como anunciar nesse marketplace!

Via Varejo Marketplace (Casas Bahia, Ponto Frio e Extra)

Assim como a B2W, a Via – antes chamada de Via Varejo – é um grupo formado por 3 marketplaces altamente relevantes para o e-commerce brasileiro. São eles: Casas Bahia, Ponto Frio (agora chamado Ponto) e Extra.com.br.

 

A rede bateu recorde de GMV em 2020, passando da marca de R$ 38 bilhões – alta de 21% em relação a 2019. Além disso, teve lucro de R$ 336 milhões no quarto trimestre do ano passado. Para saber como vender nos marketplaces da Via Varejo, acesse este texto.

Facebook marketplace

O marketplace do Facebook é um dos principais canais de compra e venda do Brasil. Presente em mais de 40 países, ele permite o comércio de itens de varejo, venda de ingressos para eventos e até aluguel de automóveis e imóveis.


A pandemia levou o Facebook a investir ainda mais em seu marketplace, e os resultados disso são impressionantes. O canal registra mais de um bilhão de usuários e um milhão de lojas ativas a cada mês. Quer saber mais sobre ele? Então clique aqui!

Aliexpress

O AliExpress é um marketplace chinês que está ganhando força no Brasil. Hoje, o site já possui mais de 40 milhões de visitas de brasileiros que desejam importar itens pra cá!


Isso é possível porque a empresa já possui centros de distribuição no Brasil e porque está investindo cada vez mais em agilidade logística no país.

Shoppee

Concorrendo com o AliExpress na posição de empresas chinesas no Brasil, o Shopee chegou com tudo em 2020. Desde julho do ano passado, a plataforma de marketplaces permite que vendedores brasileiros anunciem por lá.


A maior vantagem são as comissões atrativas, bem abaixo das taxas dos concorrentes. Um exemplo da força da empresa no Brasil é o volume de visitas registradas no site: em março de 2021, o Shopee teve 39 milhões de visitantes, ultrapassando o Extra.com!

MadeiraMadeira Marketplace

O MadeiraMadeira é um marketplace focado no segmento de Casa e Decoração. No site, é possível vender produtos como móveis, itens de decoração, artigos de iluminação, eletrodomésticos, entre outros.


O marketplace já conta com mais de 16 milhões de acessos mensais e mais de 5 milhões de clientes atendidos. Veja aqui como anunciar seus produtos nesse canal!

10 em 1: Como anunciar nos marketplaces com o Olist

Você acabou de ver quais são os marketplaces mais populares entre os brasileiros e quais são as vantagens de cada um deles. Porém, pode ser que surja a dúvida: “por qual deles devo começar?”.


A resposta é: você não precisa começar por um único site. Quanto maior for seu leque de canais de venda, mais clientes e pedidos você vai conquistar. Por isso, o melhor caminho para ganhar dinheiro nos marketplaces é vender em vários deles ao mesmo tempo.


E é justamente nesse ponto que o olist store te ajuda! Somos uma solução de vendas completa para quem quer ganhar visibilidade e competitividade em mais de 10 marketplaces diferentes, incluindo:

  • Mercado Livre – somos Loja Oficial lá!
  • B2W (Americanas, Submarino e Shoptime)
  • Via Varejo (Casas Bahia, Ponto Frio e Extra)
  • Amazon
  • Carrefour
  • E outros!
Olist store nos maiores marketplaces do Brasil

Na prática, divulgamos os produtos de lojas parceiras na loja olist, que tem altíssima reputação nos principais marketplaces do Brasil. Com isso, as ofertas de nossos lojistas ganham destaque e ficam entre os primeiros resultados nos buscadores dos sites. O resultado? Mais clientes, mais vendas e mais faturamento!


Além de toda essa visibilidade, também damos competitividade logística às lojas parceiras. Ao usar nosso programa olist pax, você pode aproveitar nossos contratos exclusivos com Correios e transportadoras e economizar até 45% em logística!


Outra vantagem é que o olist fica responsável pelo atendimento aos consumidores da sua loja. Ou seja, você não precisa se preocupar com SAC porque nós cuidamos dessa parte!


Acesse nosso site para conhecer todas as funcionalidades do olist e encontre o plano certo para o seu negócio:

Aproveite para conferir no vídeo abaixo outras vantagens da solução olist store:

dicas de como vender nos marketplaces:
6 ideias para se destacar

Você já entende o conceito, o funcionamento e as especificidades dos marketplaces. Também já sabe quais são os principais sites do Brasil e como anunciar produtos por lá.


Agora só falta você aprender uma coisa: como se destacar da concorrência e conquistar alta performance de vendas nesses canais.


Indo direto ao que importa, resumimos abaixo os 6 pilares de sucesso nos marketplaces:

alta reputação

Ter alta reputação significa ter uma boa nota ou classificação, e ela é indispensável para o sucesso no e-commerce. Lojas com boa avaliação nos canais transmitem mais segurança e profissionalismo para clientes e ganham destaque nos sites.

preços competitivos

A internet facilitou muito a comparação de preços por parte do público. Portanto, ter ofertas competitivas atrai a atenção de clientes e destaca sua loja da concorrência. Além de descontos, você pode atuar com kits e ofertas progressivas, por exemplo.

frete barato e entrega rápida

A competitividade logística ganhou destaque no e-commerce. Em 2020, 42% dos pedidos em marketplaces envolveram frete grátis, segundo a Ebit|Nielsen. Ou seja, oferecer entregas rápidas e baratas é uma alavanca de sucesso no e-commerce.

anúncios otimizados

O anúncio é o cadastro do produto nos marketplaces. Se bem produzido, ele melhora a posição das ofertas nos sites e acelera a decisão de compra. Por isso, criar anúncios com títulos, descrições e imagens otimizadas é crucial para a alta conversão.

atendimento de excelência

Um atendimento de qualidade incentiva o cliente a comprar, voltar a comprar e indicar a loja a outras pessoas. Portanto, garanta um suporte ágil, personalizado e humano em todos os canais de venda.

participação em datas especiais

Datas comemorativas movimentam muito dinheiro no varejo. Não à toa, os marketplaces têm campanhas exclusivas focadas nelas. Para aproveitar, planeje ações sazonais para as principais datas!

"O consumidor ficou mais exigente com o e-commerce, porque está comprando mais online. Ele quer preço menor, taxa de entrega menor, frete rápido. É hora de pisar fundo no acelerador para isso, independentemente do que pode acontecer. Quem não faz isso corre o risco de ficar parado no tempo e deixar oportunidades passarem."
Tiago Dalvi
fundador e CEO do olist

O que mais vende nos marketplaces

Os marketplaces são espaços democráticos de compra e venda. Neles, lojistas vendem desde produtos de curva A até itens de nicho. No entanto, certas categorias lideram o ranking de mais buscadas e são boas apostas para quem quer crescer online.


Para ficar por dentro das tendências e encontrar novas oportunidades, siga estas 3 dicas:

👉  Acompanhe as listas produzidas pelo olist. Somos especialistas em marketplaces e entendemos a fundo esses canais de venda. Por isso, preparamos com frequência listas de produtos com alta procura nos marketplaces em categorias e datas específicas.

 

Fazemos isso para ajudar nossas lojas parceiras a atuarem de forma mais estratégica e faturarem mais nesses canais. Veja as listas mais recentes que publicamos:

 

Para não perder nenhuma dessas listas, inscreva-se em nossa newsletter e receba novidades direto no seu e-mail!

Receba por e-mail os conteúdos e notícias mais relevantes do e-commerce!

👉  Use o Google Trends. Com essa ferramenta do Google, você acompanha as buscas online por termos específicos e identifica até pesquisas relacionadas.

 

Pegamos como exemplo o termo “notebook”. Veja na imagem que as buscas por essa palavra registraram pico em novembro, bem em época de Black Friday. O que isso significa? Que vender notebooks na Black Friday é um excelente negócio!

Alta nas buscas por “notebook” no Google nos últimos 5 anos. | Reprodução: Google Trends

👉  Acesse o site Tendências do Mercado Livre. Nessa página, o Meli lista os produtos mais pesquisados no site em diversas categorias. Como já comentamos aqui, o Mercado Livre é o marketplace mais acessado do Brasil e é uma excelente referência para quem está se aprofundando no modelo.

Reprodução: Mercado livre

dúvidas comuns sobre marketplaces

o que significa marketplace?

Marketplace é um termo em inglês que significa mercado online. Os marketplaces são grandes sites que permitem a compra e venda de produtos e até serviços. Neles, lojistas podem anunciar suas ofertas a clientes de todos os cantos.

quais são os marketplaces mais importantes do Brasil? Exemplos?

Os 5 marketplaces mais populares do Brasil são:

  • Mercado Livre
  • OLX
  • Amazon
  • Americanas.com
  • Magazine Luiza

Esses dados são do Ranking Alexa, que identifica os sites com maior volume de visitantes e visualizações de página em diferentes países.

o que é frete no marketplace?

O frete no marketplace é o valor referente ao transporte do pedido até a casa do cliente que efetuou a compra. O frete pode ser pago pelo consumidor ou, no caso de frete grátis, pela própria loja.


Para se ter ideia, em 2020 42% dos pedidos realizados em marketplaces contaram com frete grátis. Esse é um recurso cada vez mais usado no e-commerce porque aumenta a taxa de conversão das vendas.

Como ter mais visualizações no marketplace?

O fator mais importante para ganhar visibilidade nos marketplaces é ter alta reputação – ou seja, uma ótima avaliação por parte dos consumidores. Algumas fatores que influenciam a reputação das lojas são:

  • Produtos de alta qualidade
  • Atendimento rápido e eficaz
  • Bons reviews (avaliações) de clientes
  • Entrega rápida
  • Frete barato ou grátis
  • Anúncios otimizados, com boas imagens, títulos e descrições

Acelere suas vendas anunciando em marketplaces!

Chegamos ao fim deste guia e esperamos que você consiga acelerar suas vendas com a ajuda dos marketplaces. Esses canais democráticos e de alta visibilidade são excelentes para atração de clientes e aumento de vendas, então não perca tempo e divulgue seus produtos por lá o quanto antes!


Tem interesse em se aprofundar ainda mais nessa estratégia? Então clique aqui para conhecer histórias de lojas brasileiras que estão crescendo nos marketplaces com o apoio do olist!


Se você ainda tem dúvidas sobre marketplaces, deixe sua pergunta nos comentários abaixo. E se este guia foi útil para você, compartilhe com outras pessoas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *